Estilo de escrita

Atualizado dia 26 de outubro de 2010

O Psychoanalysis.today recomenda um estilo que enfatize a clareza, acessibilidade e cuidado na escrita. Aceitam-se manuscritos de uma ampla gama de estilos, a saber: informal, pessoal, com gírias, narração de histórias, acadêmico.

Fonte: é favor utilizar uma fonte Times, como Times, CG Times e Times New Roman, tamanho 12.

Formatação: a redação dos manuscritos deverá ser feita em espaço simples e incluir uma linha extra entre os parágrafos.

Uso do idioma: os manscritos devem ser escritos em uma linguagem que não seja sexista ou racista.

Referências bibliográficas: os autores utilizarão o sistema de referências Harvard (autor-data) para as citações. Ex.: Smith e Jones, 2006; Gutiérrez, 2007, 33-36; Tong et al., 2008.

Citações: tanto os trechos selecionados de outro material publicado, como os de uma pesquisa primária (por exemplo, transcrições de uma entrevista), deverão ser incluídos no texto se tiverem menos de 50 palavras. As citações de mais de 50 palavras deverão ser enfatizadas através de recuo e vir entre aspas, o que facilita identificar claramente a citação como produção de outra pessoa.

Desenhos, tabelas e ilustrações: ao reproduzir dados selecionados ou copiar uma tabela ou diagrama completos, deve-se fazer a devida referência à fonte.
 
  1. Referências feitas no texto a tabelas extraídas de outros trabalhos devem incluir o autor, a data e a página (Ex.: Gutiérrez, 2006, p.46) para permitir ao leitor identificar o dado.
  2. Se a fonte do dado não é de propriedade do autor, mas obtida em outra fonte, trata-se de uma referência secundária e deve ser citada como tal.
  3. Se uma tabela for reproduzida em sua totalidade, deve-se colocar a referência abaixo da tabela. É importante ser particularmente cuidadoso ao indicar a fonte original do dado, tanto como o autor do documento em uso. Devem-se incluir os detalhes completos na lista de referências bibliográficas.
  4. Se deseja reproduzir uma tabela de seu trabalho,
    1. -Repita (duplique) toda a tabela
    2. Acrescente a referência bibliográfica abaixo da tabela, identificando de onde foi reproduzida.
  5. Se deseja citar uma tabela em seu ensaio (tratar como referência secundária), assegure-se de incluir detalhes do livro em sua lista de referências.  
 
Imagens: deverão ter seu tamanho reduzido usando um redutor de imagem, de modo que fiquem aptas à transmissão via web ou e-mail. É favor não usar grandes imagens que requeiram longos downloads e produzam frustração. É favor assegurar-se de ter todas as aprovações necessárias para as imagens reproduzidas.
 
Cabeçalhos de seções: para os títulos de seção de primeira ordem, usar negrito ( Ex.: Título 1). Usar negrito e itálico para os títulos de seção de segunda ordem ( Ex.: Título 2). Para os títulos de seção de terceira ordem, usar itálico (Ex.: Título 3). Não deixar margem e começar o texto na mesma linha que os títulos de terceira ordem.

Ortografia: não há estilo preferido de ortografia. Espera-se consistência interna no manuscrito.

Pontuação: espera-se a pontuação normal de cada idioma.

Reconhecimentos/ prêmios: os reconhecimentos devem ser incluídos ao final do corpo do texto, antes da lista de referências.  

Notas de rodapé: as notas de rodapé devem ser pouco usadas e localizadas ao final do manuscrito.

Referências: devem ser enumeradas alfabeticamente ao final do manuscrito. Para mais de uma referência do(s) mesmo(s) autor(es) e data, usar letras para distingui-las, ex.: 2006ª, 2006b, 2006c.
Ordenar cronologicamente as referências abaixo do nome de um autor particular, com a mais recente primeiro.
Os nomes de todos os autores devem estar incluídos na referência.
 
Poderemos modificar os termos deste acordo a qualquer momento, a nosso único critério e sem a notificação dos autores, publicando os novos termos no Psychoanalysis.today. Os autores serão responsáveis por manterem-se informados da versão atual deste acordo. Continuar usando Psychoanalysis.today depois que publicarmos as revisões deste acordo consistirá em sua aceitação do acordo modificado. Caso não concordem com as alterações publicadas, não deverão continuar usando Psychoanalysis.today.